Agregado Siderúrgico

É um co-produto gerado na produção de ferro gusa nos alto-fornos e aço nas aciarias. É composto essencialmente de óxido de cálcio, ferro, silício, magnésio, manganês, alumínio, fósforo e enxofre. Tem uma importante função de controle de processo e qualidade do aço.

As escórias, de alto forno e de aciaria são uma das maiores classes de resíduos gerados em usinas siderúrgicas, porém já possuem uma larga utilização em outros processos industriais ou emprego in natura.

A escória de aciaria, antes simplesmente estocada em aterros, atualmente é beneficiada e gera uma ampla variedade de produtos com diversas aplicações, sendo considerada um co-produto da atividade siderúrgica (agregado siderúrgico).

Sua utilização tem contribuído para a preservação dos recursos minerais não renováveis, visto que é um produto que substitui os agregados naturais provenientes da mineração de britas de granito, gnaisses, basaltos, calcários e outros materiais não metálicos extraídos da natureza.

É importante observar que o Agregado Siderúrgico é um produto de baixo valor agregado considerando os usos consolidados, os custos de frete podem limitar significativamente o raio de atuação de vendas potencial.

Agregado Siderúrgico

Principais aplicações do Agregado Siderúrgico

  • Pavimentação (sub-base, base, capa asfáltica)
  • Lastro ferroviário, artefatos de concreto (blocos, tubos, guias, blocos intertravados, etc)
  • Gabiões para contenção de encostas, obras de saneamento
  • Drenagens
  • Fertilizantes e corretivo de solos
  • Material de retorno na aciaria
  • Cimenteiras – Material para adição na fabricação de cimento
  • Artefatos de concreto

Principais características do Agregado Siderúrgico

  • Elevada resistência mecânica, aliada a uma textura rugosa e uma morfologia de alta cubicidade, favorecendo maior tração e consequentemente, maior atrito
  • Estrutura física caracterizada por uma elevada densidade e porosidade acentuada
  • Coloração predominantemente cinza clara
  • Elevada resistência a variações climáticas e à abrasão, ocasionando menor desgaste e consequentemente maior permeabilidade
  • Alta estabilidade com longa durabilidade (vida) para todas as aplicações
  • Inexistência de material orgânico, atuando como inibidor natural para a vegetação
  • Intertravamento automático, produzindo uma superfície estável (excelente tração), em virtude de seu formato cúbico
  • Alto peso específico proporcionando elevada resistência a movimentos laterais (especialmente útil em curvas e ladeiras)
  • Baixo custo comparado aos seus concorrentes (brista)
  • Fonte inesgotável de recursos, geração contínua de grandes volumes garantindo o fornecimento do material